Dissertação de Mestrado de Ana Paula Alves intitulada E-Portefólio: Um estudo de caso

Dissertação de Mestrado de Ana Paula Alves intitulada E-Portefólio: Um estudo de caso

(Actualizado em 24 de Outubro 2011)

No decorrer da Actividade 1, foi-nos solocitado a reflexão sobre uma Tese de Mestrado, a tese desenvolvida por Ana Paula Alves, E-Portefólio: Um estudo de caso na Universidade do Minho.

 

Desde o inicio, achei bastante interessante o título que me suscitou imediatamente interesse sobre a mesma e, que de certa forma, levou-me inclusivé a analisar com mais atenção certos aspectos que para esta reflexão não serão necessários referir, mas que de algum modo contribuiram para o meu enriquecimento pessoal uma vez que este tipo de recurso é cada vez mais utilizado. Na tese são abordados conteúdos, teorias, metodologias, entre outros aspectos bastante interessantes para quem utiliza estas mesmas ferramentas. Poderei mesmo dizer, que depois de ter lido e analisado esta Tese, estou a reformular os conteúdos e dinâmicas utilizados na minha Plataforma Moodle, espaço que utilizo em simultâneo com os sistemas fornecidos pelas instituições de ensino/formação hoje em dia, de forma a dar um acompanhamento mais eficaz perante os alunos e que permite a criação de grandes dinâmicas entre alunos e professor, cativando os mesmos de certa forma a interagirem mais quer em espaço de aula quer fora dele.

 

De acordo com Schramm (1971), a essência e a tendência do estudo de um caso tenta esclarecer uma decisão ou um conjunto de decisões, avaliando-se o motivo pelo qual foram tomadas, como foram implementadas e com quais resultados.

"(...) a investigação de um certo fenómeno comtemporâneo dentro do seu contexto de vida real, expecialmente quando as fronteiras entre o fenómeno e o contexto não estão claramente definidas (...), lida com uma situação tecnicamente única onde existem muito mais variáveis de interesse do que dados disponíveis, e como resultado, é baseado em diversas fontes de evidência, (...) e ainda recebe o benefício de proposições teóricas desenvolvidas anteriormente devem conduzir ou direcionar a coleta e análise de dados". YIN, ROBERT K.(2001)

 

O contexto desta investigação?

Esta dissertação trata-se de uma "implementação de um programa de portefólios electrónicos a uma turma de alunos de 9º ano de escolaridade, no contexto da disciplina de Matemática. O estudo processa-se ao longo do ano lectivo de 2006/2007", pretendendo analisar a viabilidade e a adequação da implementação de Portefólios Electrónicos na disciplina de Matemática recorrendo à utilização da Plataforma Moodle.

 

Esta tese inicia-se com uma introdução aos modelos de educação, focando o novo modelo de educação enquadrando a importância dos e-portefólios e plataforma Moodle, fazendo referência destes recursos na vida escolar dos alunos.

A autora refere 3 questões principais de pesquisa, "como (...) organizar e implementar um programa de e-portefólios (...)?, Como se desenvolverá a participação e o envolvimento dos alunos na construção do respectivo e-portefólio?, Que vantagens/desvantagens (...) associadas à selecção do ambiente Moodle na aplicação do programa de e-portefólios no contexto da disciplina?" , referindo que estas três questões darão orientação à ideia inicial que incentivou este estudo, "Será viável e adequada a implementação de um programa de portefólios de Matemática suportado pela tecnologia Moodle, a turmas de alunos do ensino básico?". Identificou-se também, que a Autora refere ainda os objectivos traçados face ás 3 questões, contudo, não relacionando directamente com a questão inicial, sendo que desta forma identifica-se a tentativa de conduzir este estudo de caso num estudo aberto e não fechado como inclusivé sugere situações para investigação futuras na sua conclusão.
 
De referir que o estudo de Ana Paula Alves está claramente orientado para as suas preocupações.

 
Organização 
 

A investigadora organizou o seu estudo numa estrutura clara e a ordem de apresentação apresenta-se em cinco capítulos:

Capítulo 1 – Introdução (contextualização e relevância do estudo);

Capítulo 2 – Portefólios eletrónicos em Matemática escolar (fundamentação teórica);
Capítulo 3 – Metodologia adoptada (descrição do estudo);
Capítulo 4 – Apresentação e análise dos dados;
Capítulo 5 – Conclusões

          

Ao longo da análise a esta dissertação é vidivel uma boa estrutra de navegação assim como a introdução de resumos após todos os capitulos focando os pontos centrais do estudo.



Revisão de literatura e fundamentação teórica
 
No capítulo 2 é feita a revisão da literatura onde é conseguido um bom enquadramento com o trabalho efectuado, focando a referência ao problema sobre as falhas nas práticas de ensino em Portugal, e a necessidade de valorizar as situações de trabalho em sala de aula. Neste capítulo são ainda referidas  "as principais considerações que fundamentam a aplicação dos portefólios na educação escolar (...), potencialidades dos portefólios electrónicos, relativamente aos portefólios tradicionais em formato papel".
 
Analisando este capítulo, penso que esta revisão e fundamentação é bem conseguida efectuando um bom enquadramento de todo o trabalho. 

 

 
Paradigmas de Investigação e metodologia
 
Segundo a autora, esta tese envolve-se num paradigma interpretativo, considerando a sua investigação num estudo de caso. Este paradigma vai ter interferência no que é investigado, na relação entre o investigado e o investigador e nos métodos utilizados.
 
“Existem dois grandes paradigmas de investigação educativa, o paradigma positivista e o paradigma interpretativo que se contrapõem tanto a nível ontológico, como epistemológico e metodológico. A adopção de um determinado paradigma de investigação deve guiar o investigador sobre estes três níveis: - a matéria a investigar; - a relação existente entre investigador e investigado; - e os métodos a usar na investigação.”
 
O estudo de caso enquadra-se num plano qualitativo, podendo no entanto recorrer a uma metodologia mista no seu processo, como referido e descrito pela autora referindo as diferenças entre os dois paradigmas e fundamentando as suas escolhas.
 
"O estudo de caso trata-se de uma abordagem metodológica de investigação especialmente adequada quando procuramos compreender, explorar ou descrever acontecimentos e contextos complexos, nos quais estão simultaneamente envolvidos diversos factores" (YIN,1994) afirmando que esta abordagem se adapta à investigação em educação.
 
Quanto à definição e fundamentação da metodologia, "procura-se penetrar no mundo pessoal dos sujeitos (...) e procura-se perceber e compreender como estes reagem à nova metodologia proposta para a sala de aula" (pag. 104) esta é conseguida. 
 

 

Procedimentos e métodos utilizados na recolha de dados
 

Quanto aos métodos e procedimentos utilizados, a definição da "unidade de análise" é uma das etapas importantes no desenho de uma investigação. Ana Paula Alves afirma que “o estudo incidiu em acontecimentos contemporâneos, e a experiência desenvolveu-se em contexto real no qual os fenómenos observados dizem respeito ao dia-a-dia de uma turma de alunos.” (pág. 106)

 
 
Apresentação e análise dos dados
 
 
Quanto à apresentação e análise dos dados recolhidos a autora começa por efectuar uma descrição da turma focando os alunos na criação dos seus e-portefólios. Neste ponto, os dados são apresentados recorrendo a gráficos e descrições de uma forma simples e objectiva.
 
 
“Para além dos dados recolhidos através dos questionários e dos registos automáticos, foram também considerados como dados relevantes os decorrentes das observações efectuadas pela professora em ambiente sala de aula ou em momentos informais de conversa com os alunos, tendo sido incluídos, na escrita deste texto, exemplos de excertos de registos considerados mais informativos de forma a que a leitura seja compreensível e clara e o nosso caso em estudo fique bem documentado, suportado em evidências recolhidas através de diversos instrumentos e em diferentes momentos do estudo.” (pág. 160)
 
 
 
Considerações Finais
 
Na conclusão, em minha opinião, a Ana Paula Alves vai de encontro aos objectivos, ou seja, consegue dar respostas às questões principais apresentadas no início da dissertação, e é visível a preocupação da apresentação dos obstáculos que surgiram ao longo do trabalho assim como a justificação e fundamentação dos mesmos. Termina com a abertura a mais investigação ligada à temática em questão, focando assim a possibilidade de desenvolvimento deste trabalho a trabalhos futuros.
 
"Como evoluirão as atitudes dos alunos ao longo de um período de tempo grande no que concerne à realização de portefólios electrónicos? Quais serão as consequência do desaparecimento do factor “novidade”? Quais serão as consequências da evolução das competências TIC dos alunos no que se refere à forma como desenvolvem os seus portefólios? " (pag. 239)
 
Considerei bastante interessante analisar esta dissertação, tal como referi no inicio desta reflexão, pois para além da invesigação ajudou-me de certa forma a melhorar e a compreender melhor esta prática pedagógica e a implementação deste tipo de recursos de uma forma mais eficáz.
 

 

Fontes

ALVES, ANA PAULA (2007), E-portefólio : um estudo de caso, Univ. do Minho

Disponível em: http://repositorium.sdum.uminho.pt/handle/1822/7178 (Consultado em 22 de Outubro 2011)

 

YIN, ROBERT K.(2001), "Estudo de caso planificação e métodos" 2ª Edição

Disponível em: http://pt.scribd.com/doc/46546362/Estudo-de-Caso-to-e-Metodos-Robert-k-Yin (Consultado em 23 de Outubro 2011)

Tópico: E-Portefólio: Um estudo de caso

Não foram encontrados comentários.

Novo comentário